Russos

 

Um dos bolos favoritos da minha mãe  que, quando estudava num liceu em Almada, os comia no Café Central com as amigas em dias especiais. (Aniversário do Elvis.)

Encontrei há algum tempo uma receita semi-industrial, mas pareceu-me pouco interessante. O sabor de claras com gelatinas não tem a riqueza nem a luxúria imprescindíveis a um bom russo.

Partindo da memória do sabor dos russos que costumava comer quando vivia em Portugal, criei a minha versão destes bolos. Ficaram deliciosos!

Podem optar por usar claras em castelo ou requeijão (eu uso cottage cheese) para o recheio. Com claras o creme fica mais leve, mas as claras não são cozinhadas, por isso, e se evitam comer ovos crus, um recheio com base de queijo é a melhor escolha.

Ingredientes: (4 russos de tamanho médio)

Para o recheio:

1 decilitro de leite

2 gemas

1 colher de café de essência de baunilha ou 2 de açúcar baunilhado

80 gramas de açúcar

2 decilitros de natas

250 gramas de requeijão (ou 2 claras batidas em castelo firme com duas colheres de sopa de açúcar)

5 folhas de gelatina

Para o bolo:

1 placa de massa folhada (100 gramas)

Açúcar e canela para polvilhar.

Icing sugar

Preparação:

Vamos começar com o recheio.

Coloquem a gelatina a amolecer em água fria

Batam as gemas  com o açúcar até terem um creme fofo, misturem a baunilha e o leite e levem ao lume em banho-Maria. Mexam levemente mas sem parar até  a mistura se tornar num creme macio. (Quando passam um dedo mas costas da colher de pau, o creme deve estar espesso o suficiente para deixar uma pequena estrada na colher.)

Deixem o creme arrefecer um pouco e adicionem as folhas de gelatina bem espremidas. Misturem bem. Passem o creme por um passador de rede e levem ao frigorifico numa tigela coberta com película aderente.

Batam em tigelas separadas o requeijão(ou as claras com o açúcar) e as natas e adicionem ao creme de gemas quando este estiver quase frio.

Forrem um recipiente   quadrado com película aderente, encham-no com o creme e levem a frigorífico até estar completamente sólido

O bolo:

Polvilhem a bancada com canela é açúcar. Estendam a massa folhada com um rolo, até conseguirem uma espessura de 2 milímetros. Cortem a massa em quadrados do tamanho que escolheram para os vossos russos. Piquem bem a massa com um garfo e levem-na ao forno num tabuleiro. Sigam as instruções de cozedura da vossa massa.

Montar os russos:

O recheio deve estar completamente sólido e a massa pronta e fria.

Desenformem o recheio  sobre papel vegetal.

Coloquem um dos quadrados da massa folhada sobre o recheio e cortem-no com um faca molhada. Levantem o recheio, virem-no e cubram-no com a segunda fatia de massa folhada.

Guardem no frigorífico e antes de servir polvilhem levemente com icing sugar.

Envelopes com espinafres e queijo feta

A minha versão de uma receita tradicional das cozinhas gregas e turcas.

Para esta receita vão precisar de massa filo. Esta massa, de origem grega ou turca, é leve e fina com uma folha de papel. Utiliza-se tanto para pratos salgados com para doces também em vários países do Médio Oriente. Em Portugal já se pode encontrar esta massa à venda nas grandes superfícies. Trabalhar com massa filo não é difícil, mas exige alguns cuidados. Para evitar que seque tenham a parte da massa que não estão a utilizar no momento sempre dentro de um saco plástico e coberta com um pano húmido.

Ingredientes:

1 pacote de massa filo (descongelado)

400 gramas de espinafres congelados

200 gramas de queijo feta

1 ovo

Azeite

1 pitada de: canela, pimenta, cominhos, coentros secos, gengibre seco.

Sal

Preparação:

Numa frigideira cozinhem, em lume brando, os espinafres congelados em duas colheres de azeite. O objectivo é que os espinafres fiquem secos, por isso usem um pouco de água só se for absolutamente necessário.

Enquanto os espinafres cozinham, batam o ovo numa tigela e acrescentem os temperos. Partam o queijo em cubinhos pequenos. Adicionem os espinafres ao misturando bem, envolvam o queijo com cuidado para não o desfazer, provem antes de acrescentar algum sal. (Vai depender do vosso gosto e da quantidade de sal que o queijo feta tem.)

Abram o pacote de massa filo, cortem as fatias ao meio (se forem folhas quadradas, ou em 3 partes se tiverem um rectângulo grande) com uma faca afiada ou um cortador de pizzas. Coloquem um dos blocos de folhas de massa numa tábua. A outra metade voltem a colocar dentro do pacote e envolvam num pano húmido para não secar.

Pincelem a primeira folha levemente com azeite, numa das extremidades coloquem uma colher de sopa de recheio. Levantem as duas primeiras folhas da massa e dobrem-na várias vezes de modo a que o vosso recheio esteja dentro de um envelope triangular.

Repitam até obterem o número de envelopes que desejam. Podem congelar  tanto o recheio como a massa filo separadamente.

Aqueçam o forno (180ºC).

Disponham os envelopes num tabuleiro de forno forrado com papel vegetal. Pintem-nos levemente com azeite e cozam até que estejam dourados e estaladiços.