Este mês os Daring Bakers visitam a Arménia

Este mês o desafio dos Daring Bakers foi proposto pelo Jason do blogue DailyCondor.com que nos convidou a experimentar duas receitas do seu país natal: nazook e bolo de noz-moscada. Podem ver as duas receitas e as participações de todos os Daring Bakers aqui.

Em nossa casa optámos por experimentar o bolo de noz-moscada e   estamos encantados com o resultado. Sou uma pouco suspeita porque adoro esta especiaria, e reconheço que este bolo  tão pouco convencional vos possa parecer estranho, mas é mesmo delicioso. Não imaginam o cheirinho que se espalha por  toda a casa enquanto o bolo está no forno.

A receita que vos apresento é a versão feita usando o processador de alimentos, mas pode prepará-la de forma tradicional. Como somos só dois fiz metade da receita original, e este é um dos casos em que nos arrependemos de não termos preparado um bolo maior…

A receita usa 400 gramas de açúcar,   o que também me assustou, mas o resultado final está longe de ser demasiado doce, e uma pequena fatia é mesmo o suficiente para nos levar ao céu.

Ingredientes: ( eu fiz apenas metade desta receita)

  • 240 ml de leite
  • 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
  • 2 colheres de chá de fermento em pó
  • 280 gramas de farinha de trigo
  • 400 gramas de açúcar mascavado
  • 170 gramas de manteiga em cubinhos
  • 1   a 1 ½  colher de chá de noz-moscada –  de preferência acabada de moer
  • 1 ovo (para metade da receita usei também 1 ovo)
  • 55 gramas de nozes para decorar (eu usei sementes)

Preparação:

(Podem ver o vídeo do Jason aqui)

Aqueçam o forno a 175ºC.

Forrem o fundo de uma forma de fundo amovível ( 23 cm de diâmetro) com papel vegetal, ou barrem-ma com manteiga.

Misturem o leite o bicarbonato de sódio e reservem.

Na tigela do processador de alimentos coloquem a farinha, o fermento e o açúcar, usem o PULSE até obterem uma mistura uniforme.

Adicionem a manteiga. PULSE até a massa  se parecer com areia. Deitem metade da mistura na forma e pressionem de modo a que fique compacta. (como se fosse a base de um cheese cake.)

À restante mistura adicionem o ovo, a noz-moscada e o leite, misturem até tudo estar bem incorporado.

Deitem o preparado na forma, decorem com as sementes ou nozes e levem ao forno durante 30 a 40 minutos. Não se esqueçam de fazer o teste do palito.

Deixem o bolo arrefecer, o que é difícil porque o seu aroma é absolutamente irresistível, antes de o desenformar.

Take two – Scones com alfazema e passo-a-passo

Devem já estar a imaginar que eu, ao publicar a mesma receita duas vezes em três dias, ando de cabeça perdida com falta de ideias, ou estou a tentar matar o meu blogue. Se não estão interessados em fazer scones, ou se já os fizeram com sucesso, hoje não tenho nada de novo para vos dizer, as minhas desculpas.

Julgo que sou uma pessoa bastante honesta, gosto mais de verbos do que de adjectivos, e digo-vos muitas vezes que as receitas que convosco  aqui partilho, são fáceis e mais simples de preparar do que podem parecer e…ai…dou-vos a minha palavra!

Dar a minha palavra ou garantir aos meus leitores que vão ter sucesso é um erro,  eu já devia ter aprendido que nem os maiores chefes podem escrever uma receita que resulte em absoluto a todos que a tentem,  e que por vezes basta uma pequena diferença de temperatura ou ingredientes, para que os resultados não sejam os que esperamos.

Sei que alguns de vocês já experimentaram as minhas receitas e que  ficaram contentes com os resultados, mas  infelizmente não foi o caso de uma cliente  que usou a receita de scones que sexta-feira publiquei. Admito que fiquei triste ao ler a sua mensagem,  senti que vos tinha falhado. Eu escrevi e partilhei convosco exactamente o que fiz e os meus scones são os das minhas fotografias, mas ainda assim hoje acordei determinada a repetir a receita e tirar fotografias de todos os passos. Querida A., vamos ver se desta resulta.

O que fiz diferente desta vez:

  • Dupliquei a receita mas usei apenas 3 colheres de chá de fermento em pó
  • acrecentei 2 colheres de sopa de açúcar de alfazema
  • estendi e dobrei a massa com a ajuda de farinha, (2 colheres de sopa para a bancada  e rolo), e dobrei a massa mais uma vez.
  • Como podem ver nas imagens, dobrar a massa usando o papel vegetal é bastante difícil, por isso deixo também um passo-a-passo de como dobrar a massa  com a ajuda de farinha e um rolo.

Algumas notas para os novatos:

  • atenção que este fermento em pó é o que usamos para bolos e não o fermento de padeiro em pó para pães.
  • temos de usar manteiga ou margarina do tipo vaqueiro, Becel ou outras margarinas baixas em gordura não resultam nesta receita.

Espero que as imagens ajudem! Boa sorte!

 

 

 

 Dobrem a massa com a ajuda de papel vegetal, ou farinha e um rolo da massa.