comida sueca · livros · sju sorters kakor

Sju sorters kakor – a comida e a cultura sueca dos bolinhos e do café

Sju sorters kakor refere-se a um antigo conceito de etiqueta sueca, conhecido desde o século XIX segundo o qual, durante aquilo a que os suecos chamam kafferep, um encontro social apenas entre mulher para comer e pôr a conversa em dia, se devia servir com o café um mínimo de sete “sju” tipos”sorters” diferentes de bolinhos ou bolachas “kakor”. Em 1720 existiam em Estocolmo quinze “Kaffehus” (cafés), onde se servia café e pão de trigo segundo a moda francesa. No entanto o consumo de café foi por vezes proibido. Até ao século XIX não se fazia o cultivo em grande escala de trigo. Quando o consumo de café voltou a ser permitido começou a ser servido acompanhado de pequenos bolinhos “småkakor”, mas para as pessoas comuns os ingredientes para estes bolos ou bolachas eram de modo geral demasiado caros. A profissão de padeiro existe na Suécia desde a Idade Média e preparavam principalmente uma espécie de “pretzels”, o que se fazia também no resto do continente europeu desde o século V. As “pepparkakor”, a bolacha nacional da Suécia, conhecida entre nós como “bolos de gengibre”, faz-se desde 1444 tendo a primeira receita surgido num convento em Vadstena. Mais e mais receitas de bolos e bolinhos foram aparecendo ao longo do século XIX, e uma certa competição entre as donas-de-casa que recebiam as amigas para o café, foi provavelmente a razão pela qual se começou também em casa a servir um mínimo de sete receitas diferentes de bolinhos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s