A minha vida na Suécia · A Pastelaria

Caramelos da vaquinha com um toque sueco e o Natal Instantâneo

Penso que já vos contei que todos os anos o meu viking se recusa a abrir uma caixa de bolas de Natal que seja antes do dia 1 de Dezembro.

dsc_0263

Eu no fim de Outubro, mal se arruma o Halloween, já mal posso esperar pelas iluminações nas nossas janelas. Nada anuncia por aqui a chegada do Natal e do tempo frio como passar pela nossa cidade no escuro (aka depois das 16.00 horas) e ver em todas as janelas triângulos de luzinhas a iluminar o caminho para casa.

dsc_0267

Ontem, (dia 23 de Novembro) e sem me dizer nada o viking foi à arrecadação depois do trabalho, e em minutos montou a nossa árvore e iluminou as janelas.  Assim, sem me dizer nada….acho que  é por eu todos os dias lhe perguntar se já e dia um.

Eu vejo na televisão filmes  de Natal com famílias inteiras a tirar bolinhas de vidro e pendentes antigos de caixas, decoram em conjunto a árvore enquanto se ouve o White Christmas.

Na nossa casa o Natal é instantâneo, a árvore, mínima está montada dentro da caixa, liga-se como um candeeiro. Pronto. Este ano penso que vou comprar umas bolinhas novas, é tudo.

dsc_0268

A simplicidade das nossas decorações, ditadas pelo facto de morarmos com três meninos, contrasta com a azafama que reina na nossa cozinha.

Raro é o dia que mesmo cansada do restaurante, não chego a casa cheia de vontade de procurar e testar novas receitas.

A sugestão de hoje são uns deliciosos caramelos da vaquinha (os tradicionais fiz há uns anos e podem ver aqui), com um toque sueco – Lingon.

Esta baga é muito comum por aqui e os suecos adoram-na numa geleia que comem com tudo incluído almôndegas e carna assada. Fora da Suécia podem encontrar este doce em frasquinhos na loja que vende móveis um caixas de cartão.

dsc_0262

São uma delicia e muito fáceis de fazer, o que os torna um presentinho de Natal excelente.

Aconselho-vos mais uma vez a usarem um termómetro para medir a temperatura dos caramelos, este é o que tenho e dura-me há anos.

Só mais uma nota para vos lembrar que ao contrário do que eu com medo de voltar do restaurante e descobrir os meninos colados aos caramelos na mesa da cozinha, não devem guardar este doce no frigorífico ou local húmido porque vai acabar por derreter um pouco.

 

Caramelos da vaquinha com lingon

 

Ingredientes:

  • 2oo g de manteiga
  • 300 g de xarope branco (podem substituir por dourado)
  • 150 g de glucose liquida
  • 300 g de natas
  • 300 g de açúcar
  • 200 g de geleia de lingon
  • pitada de sal

 

Preparação:

Coloquem  a manteiga a derreter num tachinho.

Juntem todos os restantes ingredientes e deixem ferver até que a mistura atinja uma temperatura de 125C.

Deitem o preparado num tabuleiro ou superfície oleada e deixem arrefecer até que possam formar bolinhas. Embrulhem-nas ou envolvam-nas em icing sugar ou cacau em pó e guardem num local seco.

2 thoughts on “Caramelos da vaquinha com um toque sueco e o Natal Instantâneo

  1. Eu tb n deixo o meu filho decorar a casa para o Natal antes de dia 1 de Dezembro!! Mas em contrapartida, qdo começo, I pull all the stops ahahahahah!! UM casal amigo costumava dizer q a minha casa é mais uma aldeia de Natal do que uma casa, mal chega essa época, e é bem verdade. A árvore é grandinha e fica cheia de decorações, mas depois não fico por aí, tenho milhentas coisas que espalho pela casa, muitas delas feitas por mim, algumas pelo miúdo, outras de compra, e nem a cozinha escapa ao espirito natalicio!! Mas a minha parte preferida é mm o aparador da sala onde monto uma verdadeira aldeiazinha de Natal em miniatura – n sou católica p isso n há cá presépios – á qual todos os anos vou acrescentando uma peça ou outra. Pá, é a loucura, e só tenho pena é de n viver num local onde haja neve, isso tornaria tudo PERFEITOOOOO looool!! Aliás, perfeito perfeito era passar um Natal em Rovanniemi, mas o euromilhões não quer que eu vá…
    http://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    Gostar

  2. Que coisa boa Ana, os caramelos da vaquinha fazem parte da minha infância…dos tempos em que tínhamos 3 meses de férias, e eu ia para a minha tia esse tempo todo… e andava nas fazendas com ela, em cima da burra, e ajudava a ordenhar as cabras, e ia buscar o leite da manhã à vaca da vizinha no fundo da vila, e que tomava banho num alguidar grande de alumínio, em água aquecida ao lume…. e onde fui MUITO feliz….que boas memórias que esses caramelos me trouxeram. Os caramelos trazia-os da única mercearia que havia no lugar e onde eu ia buscar calda de pimentão embrulhada em papel pardo… e depois com o troco trazia alguns caramelos da vaquinha ou então se o troco fosse maior uma bomboca.. lembras-te das bombocas? 🙂
    Opá que post tão bom Ana!
    Beijos
    Marta

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s