A minha vida na Suécia · Carne · comida sueca · Natal

Os clássicos que não faltam na mesa de Natal sueca – julskinka e Janssons frestelse

E chegámos ao quarto e ultimo domingo do Advento. Daqui ao Natal é um saltinho. Na nossa família vai este ano haver duas vésperas de Natal, uma dia 24 na casa da Evelyn, e outra em minha casa dia 25. Se me seguem no facebook ou no Instagram já sabem que este ano o meu sapatinho vai estar cheio com o melhor presente que posso receber: visitas!

dsc_0074

Sou, digo-vos sempre, uma defensora do Natal sem stress, tudo planeado, tudo organizado, muitas listas, muitos pickles, muitos doces e presentinhos caseiros feitos com antecedência.

DSC_0088.jpg

Este ano, confesso-vos, ando um pouco ansiosa. É que embora já tenha muitas coisas prontas, ainda trabalho, ao contrário do que estava planeado, até quarta-feira, e trabalhar num hotel antes do Natal meus amigos, não desejo a ninguém…

DSC_0076.jpg

(Em primeiro plano a deliciosa salada de beterraba, receita aqui)

Há ainda tantos posts que queria escrever antes de dia 25, mais umas receitas, que ainda vos podem ajudar nas vossas festas, mais uns presentinhos caseiros, mais um pouco do nosso Natal na terra do Pai Natal.

DSC_0090.jpg

No post de hoje partilho convosco dois clássicos que não podem faltar na mesa de Natal sueca: fiambre no forno e um gratinado de batatas que se chama Tentação do Jansson, e é o meu prato quente favorito de todo o buffet natalício.

DSC_0077.jpg

Há muitas variações para estas receitas, mas estas são as mais tradicionais, muito fácies de preparar e uma boa alternativa para o  dia 25.

 

Julskinka

Ingredientes:

  • 1 peca de fiambre já cozido ou fumado, com a gordura. (ca. 3 kilos)
  • 1 dl de mostarda (eu uso mostarda à antiga)
  • 2 gemas de ovos
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • 1,5 dl de pão ralado
  • para decorar cravos de cabecinha

Preparação:

Comecem por, se desejarem, faze runs cortes na gordura do fiambre, formando quadradinhos ou diamantes.

Aqueçam o forno a 200C.

Numa tigela misturem a mostarda, as gemas, o açúcar e o pão ralado e misturem até criar uma pasta.

Coloquem o fiambre num tabuleiro de ir ao forno e barrem-no bem com a mistura de mostarda. Decorem com os cravinhos e levem ao forno até estar dourado.

 

Janssons frestelse

 Para este gratinado  usa-se habitualmente uma lata de arenque em pickles a que se chama ansjovisfiléer, embora na verdade não sejam anchovas.

Há no entanto versões modernas que substituem o arenque por anchovas verdadeiras como há em Portugal em latinhas, e como penso que será para vocês difícil encontrar o arenque, é a receita alternativa que vos proponho.

Se tiverem um processador de alimentos que corte legumes em palitos, em minutos têm o gratinado no forno.

 

Ingredientes (oito pessoas ou 1 (eu) durante uma semana)

  • 3 cebolas grandes em fatias finhinhas
  • 1 ½ kilo de batatas em palitinhos
  • 2 colheres se sopa de manteiga (para barrar a forma)
  • 1 latinha de anchovas, reservem o líquido
  • 4 dl de natas
  • 2 dl de leite
  • 2 colheres de sopa de pão ralado
  • 3 colheres de sopa de manteiga para guarnecer.
  • Sal e pimenta

Preparação:

Aqueçam o forno a 175C.

Barrem um pyrex ou outra recipiente que possa ir ano forno com a manteiga

Numa tigela misturem as batatas com as cebolas, o leite e as natas e as anchovas em pedacinhos (vão desfazer-se, não se preocupem se não gostam do sabor, ou se as acham demasiado salgadas)

Misturem também a pimenta e  um pouco  do líquido das anchovas. (provem para ver se ainda precisam de sal)

Deitem o prepardo na forma, polvilhem com o pão ralado e nozinhas de manteiga.

Levam ao forno até as batatas estarem macias e o gratinado dourado.

 

2 thoughts on “Os clássicos que não faltam na mesa de Natal sueca – julskinka e Janssons frestelse

  1. Disseste batatas? No forno? Gratinadas? Ok, se vais servir isso na tua mesa de Natal vou já para aí!!! Como também o fiambre, que eu não sou esquisita loool!! Eu tb sou defensora de Natais sem stress, mas como vivo no seio de uma familia em que tudo tem de ser feito e decidio em cima do joelho, á última da hora, o meu stress natalicio começa logo dia 1 de Dezembro. Este ano para nem me deixar abater com isso exigi que o Natal fosse cá em casa, e combinei tudo com bastante antecedência naquela de ter este fim de semana e a semana que se segue para ultimar os finalmentes que faltassem, embrulhar as prendas e fazer o que resta. Pois claro que não podia correr tudo bem e eu ter um Natal sem stress nem correrias e o cano da cozinha decidiu entupir este fim de semana. Tem sido cá uma aventura que nem te passa, com tudo o que acarreta o facto de não te poderes servir da cozinha durante 24 horas e depois tudo o que se segue. Resumindo: aquilo que havia para fazer este fim de semana e não deixar acumular, ficou pelo caminho, de modo que antevejo uma semana de dores de cabeça, ainda para mais com o peste de férias!!!! Socorrrrrrroooooooooooooo!! 😉
    https://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    Gostar

    1. Confesso q sou mais onda norse q francesa, aliás, se tiver um piquinho a viking misturado no BM, eu estou lá. Conheces o projecto Storm? Têem um álbum, o Nordavind, q é só o album mais ouvido por mim, amo aquilo. Com a Kari Ruesllatten a cantar tb, pah, aquilo mata-me. Eu digo sempre q uma das minhas encarnações foi um berserker viking, lol. Darkthrone, fui mto fã, Ensiferum, 1349, Enslaved, In the Woods, Isengard, Taake – aliás tive gde panca pelo cabrão do Hoest – Old Man’s Child, Windir, Solefald todos estes são cenas q me marcaram e q ainda vou ouvindo, mas alguns cansam-me um bocado ao fim de umas horas. Acho q após os 90’s fui virando mais para a onda de BM pagão, ou viking metal mesmo, mas se me derem BM atmosférico, eu fico mais que feliz. Falei-te de Myrkur, de Darkher, se bem q n seja BM, mas últimamente o que mexe mais comigo é Saor – escocês, eu fui uma bruxa escocesa noutra encarnação, de certo! – Caladan Brood (lembram Summoning e esses são só a minha banda preferida ahahah)Eldamar, Eliwagar, Gallowbraid… e continuo a gostar de algumas cenas de BM tugas, isso n há como fugir. E Doom, continuo a gostar de Doom loool!!!

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s