Por aí

As nossas férias 2016 Parte 1: de Malmö a Dresden e como planeamos as road trips.

Em Janeiro, com neve e frio, e passadas as semanas de festas e Natal, começo, para me tentar animar, relembrar as nossas últimas férias e a sonhar com as próximas.

img_4471

Em Agosto como sabem se nos seguem via Instagram, viajámos um pouco mais pela Europa com destino a Chamonix para acompanhar o meu mano em mais uma ultra. Este post é o relato do nosso primeiro dia de viagem e também partilho aqui como preparamos as nossas road trips. Como vos disse quando escrevi um post com algumas dicas sobre Londres, estas viagens são adaptadas aos nossos gostos, realidades e prioridades, mas penso que em geral servem como uma boa matriz se estão a planear férias deste género, ou se querem visitar as mesmas cidades.

screen-shot-2017-01-07-at-14-12-17

Viajamos de carro, já vos contei, sao as nossas viagens favoritas. Os planos para estas semanas começam em Janeiro/Fevereiro. Escolhemos primeiro que cidades queremos visitar, quanto tempo precisamos para conhecer um local e onde vamos dormir.

Tomamos também atenção a que dias da semana calham em cada cidade e se há por exemplo museus que queremos visitar e que podem estar fechados. Marcamos depois os hotéis. Usamos o hotels.com  porque vamos  acumulando pontos para noites gratuitas extra.

 

img_4428
O ferry que liga a Dinamarca à Alemanha

Para seleccionar os hoteis procuramos sempre locais centrais, com wi-fi e possibilidade de estacionar o carro.  Nas cidades andamos a pé ou de transportes públicos. Para fazer o plano de visita de cada cidade leio tudo de blogues a guias de viagens, sugestões de pratos tradicionais, especialidades locais…. Ah e vejo tambó´me videos no youtube sobre as cidades, história e monumentos.

Demora tempo sim,  mas vale a pena, primeiro porque evita o stress de ver as horas a passar e dar com um museu fechado,  especialmente porque temos noites marcadas em hotéis durante muitas noites seguidas e precisamos de algum tipo de organização para aproveitar o melhor possível as nossas férias.

É claro que há sempre contra-tempos, chuva quando queremos dar um passeio, trânsito parado durante horas nas auto-estradas alemãs, mas aprendi a lidar com essas situações, estamos de férias, estamos bem, mais palácio menos palácio….who cares?

Para cada cidade fazemos pequenos guias no “my maps”. Poder usar os telefones e o my maps mudou realmente a forma como viajamos, porque em vez de abrir o mapa  basta vermos no telefone onde estamos e seguir o caminho para o próximo local.

picture1

Também gostamos muito do my maps porque posso marcar o que quero ver em cada cidade com vários símbolos e cores de acordo com a prioridade e tipo de visita. Escusado será dizer que o viking e eu temos assinaturas de telemóvel que nos permitem viajar sempre online, mas ainda assim levamos um mapa de estradas, caso tenhamos problemas com o GPS, e imprimimos os nossos guias de cidade, just in case…

O nosso dia de viagem levou-nos a Dresden onde chegamos ao fim da tarde. Chegámos no último dia das festas da cidade e por todos os lados havia, já se imagina, imensa gente, carroceis, cerveja, barulho e comida. Não é o nosso tipo de festa, mas largámos as malas no hotel e saímos para passear um pouco e jantar.

img_4469

Ver alguma coisa foi difícil porque havia tanta tanta gente que mal conseguimos furar pela multidão. img_4450

Conseguimos a custo chegar a Heinrichstraße  – a antiga zona barroca, que estava bem mais calma, e onde pudemos espreitar algumas lojas de antiguidades. Daqui subimos para a Neustadt para visitar o Kunsthofpassage que é uma espécie de mini quarteirão  ou beco cheio de edifícios diferentes e pequenas lojinhas e restaurantes.

img_4451
Este prédio toca música quando chove 🙂

img_4454

img_4459

IMG_4461.jpg

Voltámos a descer para o centro porque mesmo que quiséssemos fugir da festa o hotel era no meio da confusão, para comermos qualquer coisa, experimentarmos a cerveja local e, pensámos nós, uma especialidade  da zona.

No meia da confusão e a caminho no hotel, vi uma barraquinha que vendia uma especial de cornucópias, e imensa gente na fila para as comprar, eu claro, mesmo sem me ter deparado com este doce nas minhas investigações não resisti.

img_4465

Eu tinha imaginado, pelo que pude espreitar, uma cornucópia com recheio por dentro. Na verdade era um cone seco e oco. O Magnus nem lhe deu uma segunda dentada, mas eu que tinha insistido para experimentarmos o bolo, lá o fui mordiscando como pude a caminho do hotel.

img_4467

Descobrimos mais tarde, disse-nos o recepcionista do hotel, que este doce na verdade não era tradicional nem sequer alemão, tinha chegado com os imigrantes da República Checa. Não perdem nada se nunca o provarem. Já o  bolo de queijo que devorámos no segundo dia em Dresden, era tão bom que vai ter direito a receita aqui na Padaria.

Nao percam no próximo episódio:

  • eu nao consigo descer estas escadas!
  • mas onde estão a ninfas?
  • tu nao sabes o que é um capri sonne?
  • e a chegada a Fussen.

Acompanhem  as nossas viagens na Categoria Por aí, e nas tags, viagens, Alpes, férias, road trip, Alemanha….

3 thoughts on “As nossas férias 2016 Parte 1: de Malmö a Dresden e como planeamos as road trips.

  1. O Magnus n sabe o que é um Capri Sonne????? Mas existe quem n saiba o que é um Capri Sonne????? Can’t wait pelo próximo episódio para descobrir!!
    Nunca fui grande fã de viajar, honestamente. Sempre gostei de ir e ficar uns meses, mas infelizmente isso só me foi possivel qdo vivi em Manchester. P ex. agora o meu sonho era ir p a Finlândia e ficar uns meses – um ano inteiro – ou ir a Macau e ficar uns meses – a genética é lixada, e as ligações genéticas existem mm lol, em termos de memória genética. Mas fazer viagens assim, confesso que n me agrada, gosto é de seguir as viagens alheias lol, sou mm cusca!!
    https://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    Gostar

  2. Olá Ana!
    Gostei muito desta apresentação e também partilho a preferência por esse tipo de road trips.
    Fiquei ansiosa pelas “cenas dos próximos épisodios” 😉
    Não querendo abusar, gostava de saber se a parte que fazem de ferry é muito demorada?
    Desejo uma boa semana!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s