Por aí

As nossas férias – Parte 4 – Morte no lago e chegada a Fussen

Se não estão a seguir o relato das nossas férias, espreitem os posts anteriores

Há muitos anos, folheava eu um livro, outro do Readers Digest, quando me deparei com a imagem de um palácio  que embora real parecia saído de um conto de fadas. A minha mãe  notou-me de tal forma absorta na fotografia que enquanto passava a ferro me informou casualmente: “Foi um rei louco que mandou construir  esse palácio, esse e outros como castelos de contos de fadas.” E ao lado da imagem de Neuschwanstein, lá estava uma fotografia pequenita e meio desfocada de Ludwig II.

IMG_4567

Tenho ao longo da minha vida alimentado o sonho de visitar este local, já estive várias vezes na Alemanha, mas talvez por querer saborear um pouco mais a expectativa de conhecer um palácio do qual se guarda uma  imagem perfeita, só  nas férias do verao passado decidimos finalmente ver uma das obras do Rei Cisne.

Louco, sonhador, apaixonado por Wagner, preso nos ideais da Idade Média que renasceram com os Românticos, Ludwig II Rei da Baviera, é uma figura que sempre me  intrigou.

Screen Shot 2017-04-24 at 14.36.40.png
Mais um livro sobre Ludwig II

Seria mesmo louco como alguns membros da sua família? Esta foi pelo menos a “causa” da sua deposição.

Ludwig II nunca se interessou muitos por assuntos de estado. Em vez disso viveu de forma quase reclusa, obcecado por Wagner  e por se fazer a ele próprio renascer como o Rei Cisne.

Para construir os seus palácios Ludwig usou toda a fortuna pessoal da sua família, (mas nunca usou o dinheiro do estado), e com Neuschwanstein ainda por terminar e planos para a construção de um castelo ainda mais imponente, a sua aparente loucura foi a desculpa dada pela família e governo para a sua deposição.

 

Schloss_Berg_-_Postcard
Postal Ilustrado marcando a morte de Ludwig II – imagem de acesso livre –

Ludwig foi preso em Neuschwanstein e levado para o Castelo Berg no lago Starnberg.

No fim da tarde no dia seguinte o rei saiu para um passeio com o médico que o tinha declarado louco nas margens do lago.

O Ludwig e o doutor foram encontrados já durante a noite, mortos nas margens do lago. A sua morte esteve desde sempre envolta em mistério. Terá sido suicídio? (afogou-se com água pela cintura e sem ter sido encontrada água nos seus pulmões?). Foi morto quando tentava fugir?

IMG_4535

Três anos depois da sua morte foi construída uma pequena capela dedicada a Ludwig II  e uma cruz no lago marca o local onde o seu corpo foi encontrado.

Chegámos já ao cair da tarde ao lago Starnberg. E embora nos tivéssemos perdido várias vezes, e olhem que vamos com GPS e o my maps, lá encontrarmos, depois de temos pedido ajuda a várias pessoas, a cruz no lago e a pequena capela.

Estes dois monumentos ficam dentro de um parque vedado, e àquela hora não estava lá mais ninguém.  Andar no silencio ao entardecer por entre as árvores na margem do lago. Imaginar o rei a dar estes mesmos passos. O lago que tem noutras áreas hotéis, e muitas casinhas na margem, está neste local absolutamente deserto.

IMG_4534

A cruz no lago parece um cenário de um romance gótico. Eu admito que senti nesta altura um aperto no coração, e voltei para o carro triste, cheia de pena desta figura. Solitário durante a vida, sozinho numa cruzinha no meio de nada depois de morto.

Do lago partimos para Fussen onde nos esperava o nosso próximo hotel. As estradas desta zona da Baviera são encantadoras, já  com a sombra dos Alpes a aproximar-se, passámos por vilas e pequenas cidades, todas decoradas com em azul e branco.

Fussen é a cidade onde ficam a maioria dos turistas e ao chegar parece que estamos em Quarteira em Agosto. (1,3 milhões de visitantes por ano, imaginem!)

Chegámos já tarde ao Hotel, ainda telefonámos para saber se o restaurante estava aberto. Mal sabíamos nós, bares e restaurantes a estoirar de gente, calor, esplanadas….

O nosso quarto…estilo neo gótico, estilo neo kitsch…..

O hotel Sonne (o trip advisor dizia que era o melhor da cidade), é grande, central  moderno. Os quartos são novos, bem equipados, tem vários restaurantes, pequeno almoço incluído, o pessoal é uma simpatia, há estacionamento…. Mas a decoração ….

É qualquer coisa entre o kitsch a querer ser boutique hotel, obviamente um hotel temático dedicado ao Rei Cisne.

Cansado, cegueta e esfomeado o meu pobre viking…..

A coisa é tao notória que os meus manos via skype me perguntaram se eu estava no hotel do Drácula…. Nada a dizer.

Jantámos no hotel e  deitamo-nos logo depois, para o próximo dia estava marcada visita a dois dos palácios de Ludwig II.

 

4 thoughts on “As nossas férias – Parte 4 – Morte no lago e chegada a Fussen

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s