A Pastelaria · bolos e sobremesas · desafios receitas

Bolo Battenberg de chocolate e menta

Para esta edição do Sweet world a Lia convidou-nos a preparar um clássico: O bolo Battenberg! Vi pela primeira vez este bolo na primeira edição do Great British Bake off, e desde essa altura que tenho sonhado com este pequeno, colorido e delicado bolo xadrez.

DSC_1164

Continue reading “Bolo Battenberg de chocolate e menta”

Ana - cozinheira

De novo tempo para mudanças – as minhas grandes novidades.

Se bem se lembram, há mais de um ano que trabalho exclusivamente durante o turno da noite e desde de Maio que tomo sozinha conta da cozinha no Stortorget. Em Setembro falei com o HC e a directora do hotel e pedi-lhes para  começarem a alternar os turnos entre mim e a minha colega que só trabalha de segunda a sexta-feira entre as 7 am e a 3 pm. Eu  alanco com a noite, todas as sextas-feiras e dois sábados por mês até    que horas.

Bem expliquei que estava exausta, que não podia nem física nem mentalmente acordar cedo, passar a manhã ao telefone com fornecedores, e fazer as encomendas online, tratar dos menus, do maçons, dos jantares de grupos, do pequeno almoço, do inventário, e depois ainda vir para a cozinha fazer um turno de oito horas. Todas as noites. Sozinha.

Kramer
Hotel Kramer- a minha segunda casa. Foto do site do hotel

A minha colega tem 3 filhos, não quer trabalhar de noite, epá temos pena, chegamos agora ao cúmulo de eu ser discriminada por não ter procriado.

Disse-me o HC para não me preocupar que ia alterar o horário, que tinha um plano.

Eu continuei semanas sem ver o meu viking acordado, com tempo para pouco mais do que trabalhar e dormir.

No fim de Dezembro fui finalmente chamada para um reunião com o HC e a directora do hotel.

Mudo de funções. Mantenho o título, mantenho o salário mas volto para o Kramer, vou ser responsável pela organização e controlo da qualidade dos pequeno almoço dos dois hotéis.

Para o kramer há um plano maior, transformar este hotel num hotel escola na cadeia Scandic, onde usamos produtos locais e preparados por nós.

Hotel d Angleterre em Copenhaga, pronto para a minha espionagem industrial ;) (foto do site do hotel)
Hotel d Angleterre em Copenhaga, pronto para a minha espionagem industrial 😉 (foto do site do hotel)

Eu admito que quando soube destas mudanças fiquei um pouco chocada, até porque modéstia à parte tinha feito um excelente trabalho no ST que teve o maior crescimento de lucro na parte de comida de todos os hotéis do sul da Suécia desde que eu me tornei responsável.

Mas compreendo que este novo desafio é ideal para mim  e estou feliz por mais um vez os meus patrões me chamarem quando há uma secção que precisa de ser renovada.

O meu horário seria apenas de segunda a sexta-feira, começar cedo acabar depois da hora de almoço. Eu aceitei na condição de poder trabalhar algumas noites e fins de semanas como todos os  chefs. Noa quero privilégios, não sou melhor do que os meus rapazes.

O HC teve entretanto uma nova reunião comigo, as minhas instruções são: “faz uma lista de tudo o que queres mudar, vai com o teu marido tomar o pequeno almoço a outros scandics, vem comer aos nossos hotéis como cliente, sem ires à cozinha” (desta parte não gosto muito porque estou um pouco a espirar o trabalho dos meus colegas, mas compreendo que temos de saber de onde crescem as reclamações dos nossos clientes e  como posso resolver estes problemas)

IMG_3559
Testes para o lanche

 

Ainda em busca de inspiração, vou também com o viking ao Hotel d´Angleterre em Copenhaga. O meu ex HC trabalhou lá e sei que o pequeno almoço do hotel é legendário! “Manda a conta para o Scandic, vais em trabalho” –  ui que tarefa tao difícil!

Depois do pequeno-almoço, parte dois do plano, é organizar a comida das conferências, sobremesas, e…algo com que eu sonho desde que Tom trabalhava connosco, criar um afternnon tea no Kramer.

mais ideias para os lanches durante um curso Scandic o mês passado.
mais ideias para os lanches durante um curso Scandic o mês passado.

A par disto, como vos disse, trabalharei a meu pedido umas noites no a la carte. Fazer um serviço é como treinar para uma competição, deixar de praticar é perder rapidez e eficiência.

Trabalhei esta sexta-feira, a minha última sexta-feira no Stortorget.

Entretanto o Nicklas está doente, exausto, três semanas em casa. Eu estou também exausta, já estava em Setembro, mas estes últimos meses têm sido muito difíceis. Estou a contar os dias desde Janeiro para poder voltar ao Kramer, para voltar a jantar com o meu viking, ou dar um passeio depois do trabalho.

Amanhã faço com o novo sous chef do Stortorget o inventário. Eu pensava que seria o meu último, mas não é. O HC e eu vamos continuar a ser responsáveis pelos inventários dos dois hotéis.

Terça feira estou livre, vou a Gotemburgo, e convido-vos já a acompanhar-nos via instagram da Anasbageri.

E pronto aqui estao as minhas novidades. Tenho posts com receitas e mais historietas prontos para publicar, mas queria antes partilhar convosco esta mudança na minha carreira.

Obrigada por lerem, bem sei que é um post longo J

Um abraço e bom domingo!