Eierschecke de Dresden – os Modern Talking e um copinho de snaps

Antes de deixarmos Dresden (vejam aqui e aqui o relato da nossa visita) passámos ainda pelo café onde se pode, dizem, comer-se o melhor bolo tradicional de Dresden o Eirschecke, uma espécie de bolo de queijo, muito muito bom.

dsc_0448

Continuar a ler

Ganache de chocolate no forno – uma sobremesa que vai impressionar!

Há uma semana que voltei ao Kramer. Há uma semana que passo todos os serões com o meu viking, ele já começou a ficar nervoso.  Habituado a estar em casa sozinho, desenvolveu os seus próprios hábitos. Vê series das quais eu não gosto, bebe bules de chá, ouve música, um ano e meio de ser adolescente com os pais de fim de semana, e eis que volto eu.

DSC_0687

Deitamo-nos cedo, penso que ainda estarão vocês a jantar, já estamos nós a ler um bocadinho antes de adormecer.

 

Mas tomara, eu levanto-me às quatro da manha!!! Às cinco e meia já estou no serviço de pequeno almoço. Para quem não  toma o pequeno almoço, e detesta ovos, este turno não é fácil, não….

DSC_0679

A sobremesa de hoje tem por base uma receita do Tom o nosso antigo Head chef de quem apesar de tudo temos saudades. Era um HC muito mais criativo, e apaixonado pela cozinha, o que fazia dele um excelente  chef e um péssimo HC.

Já vos mostrei esta sobremesa quando a fiz há umas semanas no Stortorget, e aqui fica a super fácil receita.

DSC_0691

 

Ganache de chocolate no forno com frutos silvestres e suspiro

 

Os elementos da sobremesa são:

– ganache de chocolate no forno (Tom)

– compota de frutos silvestres

– suspiro seco

-chantilly

 

IMG_3600

Uma das minhas últimas noites no Stortorget

 

Ingredientes:

Para o ganache:

200 g de chocolate amargo picado

1 dl de queijo creme

1, 5 dl de natas

1 ovo

 

Preparação:

Aqueçam o forno a 95°C. Forrem um forma de bolo inglês com papel vegetal, barrem com manteiga, reserve.

Derretam o chocolate e as natas em banho Maria ou no micro-ondas com muito cuidado para não queimar. Misturem o ovo e o queijo creme. Deitem o preparado no forno e cozam-no durante 30 minutos. Reservem imediatamente no frigorifico até servir.

 

Para o suspiro:

2 claras de ovo

120 g de açúcar

 

Preparação:

Aqueçam o forno a 100°C. Batam as claras até terem picos leves, acrescentem o açúcar aos poucos até obterem a consistência de um merengue. Espalhem o preparado num tapete de silicone e levem ao forno até secar por completo. (Talvez cerca de uma hora.)

 

Para a compota basta misturarem frutos silvestres congelados, ou outros frutos, com um pouco de açúcar e levarem  o preparado ao lume para reduzir.

 

Vão precisar também de natas batidas em chantilly, eu não uso açúcar.

DSC_0692

Um brinquedo novo 😉

 

Para servir espalhem um pouco de chantilly no prato, por cima coloquem uma fatia do ganache, frutos e decorem com os merengues.

 

A passagem de ano no restaurante e o início de 2016

Bom dia e bom ano novo!

Como sabem ao contrário da maioria de nós, eu passei mais um ano a trabalhar. O meu mano e e o viking foram jantar ao restaurante e com a companhia do Bjarne e da Rosi na cozinha o serviço  correu bem e as horas passaram a correr.

No dia de testes: Nicklas e Bjarne

No dia de testes: Nicklas e Bjarne

IMG_3474

A querida Rosi a empratar sobremesas

 

O nosso menu foi:

Sopa de lagosta com medalhões de lagosta, óleo de endro, Jerusalém batateiro assado e em crisps.

File de vitela com molho de vinho tinto, murklor (uma espécie de cogumelos) rolos de cenoura e pastinaca

(opção de truta com molho de vinho branco)

Prato de queijos, pão estaladiço, compota de pêra, glaze de vinho tinto, crudités de aipo.

Bolo Marcel, sorbet de maça, caramelo de espinheiro marítimo, crips de maça, romãs.

 

Como terão visto no instagram  começámos a preparação para estes jantares dois dias antes e fizemos tudo no kramer, por isso na noite do serviço tínhamos apenas de cortar o bolo, fritar os rolos de vegetais e tratar da carne.

Vitela com rolos de vegetais e molho de vinho tinto, o favorito da noite.

Vitela com rolos de vegetais e molho de vinho tinto, o favorito da noite.

 

A sopa chega assim à mesa, num tachinho, o caldo é servido pelo empregado.

A sopa chega assim à mesa, num tachinho, o caldo é servido pelo empregado.

O único tropeção aconteceu com uma falha de calculo do HC. Não tínhamos bolo suficiente para 150 pessoas, um bolo foi feito de emergência, mas não ficou tão bonito como os que tiveram tempo para assentar bem a mousse.

Segunda ronda de bolos, infelizmente não tao bonitos como os primeiros que fizemos

Segunda ronda de bolos, infelizmente não tao bonitos como os primeiros que fizemos

 

Na casa de jantar imagino que nem tudo tenha estado tão bem. Na mesa do viking não havia pão nem talheres, a menina do serviço não sabe de que lado se coloca a colher da sopa, não soube explicar ao viking as opções do pacote de vinhos….

E isto notem, é a mesa do marido da chef que está na cozinha!

Eu sou-vos honesta já estou pelas pontas dos cabelos com a falta de profissionalismo e ambiente no Stortorget.

Com a meia noite a aproximar-se nós tínhamos ainda a cozinha por limpar e eu enviei o viking e o Pedro para o Kramer, onde me encontrei com eles quase à uma da manhã.

No kramer o ambiente era festivo, no bar estavam a trabalhar  dois empregados que me vieram dar um abraço quando cheguei e desejar-me bom ano. Não imaginam a diferença entre o staff destes dois hotéis. Num lado todos contrariados, e de mau humor, do outro os clientes são servidos como convidados na nossa casa.

Que saudades tenho do meu Kramer…..

Ainda me sentei no bar para a primeira bebida da noite, antes de voltar a casa com os meus rapazes, cansada mas feliz.

Ontem fomos deixar o meu mano ao aeroporto e regressámos para uma casa um pouco vazia e triste.

Foi  este  o  início do nosso 2016, e espero que o vosso tenha também começado da melhor maneira, e que assim dure até 2017. Amor e saúde para todos.

Velhos hábitos não mudam, mas há um menu novo…..

Semana atrás de semana de horas infindáveis não cozinha, falta de organização, e um HC que francamente fazia melhor em arrumar o chapéu de chef. Com sorte consigo passar uma manhã ou uma tarde por semana com o viking, hoje não há golfe nem eu trabalho, mas está a chover, um dia a pedir sofá e filmes! Como sabem trabalho, se não houver banquetes, festas ou casamentos, de segunda a sexta-feira, ou de terça-feira a sábado, sempre turno da noite. Chego a casa com o viking já deitado e quando me levanto já está ele no trabalho (ao sábado no golfe). Com tao pouco tempo juntos aprendemos a apreciar mais a nossa relação, e sair só para tomar o pequeno-almoço ou fazer umas compras mínimas é já para nós um acontecimento. Hoje partilho convosco, caso não me sigam no facebook, algumas fotografias do dia de testes do menu novo no Kramer. Escusado será dizer que o Stortorget continua ao abandono, e se temos mais pessoas no restaurante é graças a mim e aos meus colegas do serviço e da receção. Melhores dias virão! Um excelente domingo para todos!

DSC_0012-2

Coxa de galinha confitada, e variacao de brócolos.

Tornedós, puré de cenoura fumada, variacäo de espargos

Tornedós, puré de cenoura fumada, variacäo de espargos

Almôndegas suecas, lingon, puré de batata, molho de natas, pickles de pepino. (Mais sueco e tradicional não existe.)

Almôndegas suecas, lingon, puré de batata, molho de natas, pickles de pepino. (Mais sueco e tradicional não existe.)

Sopa de espargos. (Na cozinha ninguém trabalha sem avental a ano ser o HC, o resultado está à vista...)

Sopa de espargos. (Na cozinha ninguém trabalha sem avental a ano ser o HC, o resultado está à vista…)

Toast skagen- uma entrada simpels e até um pouco antiquada mas que é um favorito dos nossos clientes e da qual nao nos conseguimos livrar.

Toast skagen- uma entrada simpels e até um pouco antiquada mas que é um favorito dos nossos clientes e da qual nao nos conseguimos livrar.

olha, é o HC  a trabalhar na cozinha! sempre há milagres.

olha, é o HC a trabalhar na cozinha! sempre há milagres.

Sobremesa de framboesa e chocolate. Infelizmente parece uma maminha. O HD que nunca dá o braco a torcer diz que foi de propósito. Eu finjo que acredito.

Sobremesa de framboesa e chocolate. Infelizmente parece uma maminha. O HD que nunca dá o braco a torcer diz que foi de propósito. Eu finjo que acredito.