A minha vida na Suécia · A Pastelaria · bolos e sobremesas · Cremes, molhos, gelados e mousses · gelados e mousses · Heston Blumenthal

A guerra das mousses de chocolate e a minha receita vencedora….no momento….

Como já vos contei há uns anos há na minha família uma guerra velada aberta para o prémio da melhor mousse de chocolate.

dsc_0004

Continue reading “A guerra das mousses de chocolate e a minha receita vencedora….no momento….”

A Pastelaria · bolos e sobremesas · desafios receitas · Restaurantes

Clássicos de outros tempos, uma questão para todos, e a receita que nunca tinha feito

 

Fomos há umas semanas jantar ao Escama, um restaurante de tapas aqui em Malmoe. As sobremesas, embora não maravilhosas, eram a recriação de dois dos clássicos nos restaurantes da minha infância.

DSC_0923-2.jpg

Era o tempo antes dos cheesecakes, dos fondants, das mil e uma variações da trindade, bolachas, natas, leite condensado, e nos restaurantes três sobremesas clássicas faziam as nossas delicias.

Continue reading “Clássicos de outros tempos, uma questão para todos, e a receita que nunca tinha feito”

A minha vida na Suécia · A Pastelaria · Cremes, molhos, gelados e mousses · gelados e mousses

Que a Força esteja convosco – a festejar o may the fourth

Sim o viking e eu somos uns nerds de primeira. E claro que aqui em casa se festeja o dia 4 de Maio, dia internacional do Star Wars, o May the fourth be with you.

DSC_0915

Há talvez um ano, vi um video que usava uma forma da Millennium falcon e nesse mesmo dia encomendámos a nossa pequena pequena nave de silicone.

Esta forma nao pode ir ao forno, e portanto serve apenas para fazer sobremesas geladas, ou em dias de emergencia e pouco tempo, como desta vez, um chocolate recheado com mousse de chocolate de uísque e amêndoas.

DSC_0916

A receita é muito simples, mas recomendo-vos que se puderem temperem o chocolate, ou usem “chocolate” sem manteiga de cacau que nao precisa de ser temperado.

Se fizerem esta nave e a servirem directamente do frigorifico, ou se nao estiver muito calor, não temperar o chocolate significa que ele vai perder a sua estrutura mais crocante e ficar um bocadinho para o pastoso, se estiver calor, vulgo, se viverem em Portugal, o chocolate não temperado amolece à temperatura ambiente.

DSC_0920

Eu tenho prometido a mim mesma que hei-de publicar um post sobre como temperar chocolate em casa sem tábua de mármore, vamos ver para quando será….

Millenium Falcon para o meu viking

Ingredientes:

500 g de chocolate branco (300g +200g)

1 receita de mousse de chocolate de Herve this – metade da quantidade de água substituída por uísque)

amêndoas picadas grosseiramente ou outros frutos secos

Preparacao:

Temperem 300 g de chocolate e cubram com ele o fundo e lados da nave. Batam com a nave na bancada para evitar bolhas e ter a certeza de que o chocolate chega a todos os lados da forma.

deixem solidificar. (podem levar ao frigorifico, especialmente se o chocolate não estiver temperado)

Recheiem a forma com a mousse. Levem ao congelador enquanto temperam os restante 200 g de chocolate.

Arrefeçam o chocolate e cubram com ele o topo da nave tapando bem a mousse.

Deixem solidificar.

Pintem a nave com corante alimentar ou apenas como eu fiz, com uma mistura de pó alimentar prateado dissolvido num pouco de uísque.

May the force be with you!!

A Pastelaria · Ana - cozinheira · bolos e sobremesas · Cremes · gelados e mousses · Uncategorized

Ganache de chocolate no forno – uma sobremesa que vai impressionar!

Há uma semana que voltei ao Kramer. Há uma semana que passo todos os serões com o meu viking, ele já começou a ficar nervoso.  Habituado a estar em casa sozinho, desenvolveu os seus próprios hábitos. Vê series das quais eu não gosto, bebe bules de chá, ouve música, um ano e meio de ser adolescente com os pais de fim de semana, e eis que volto eu.

DSC_0687

Deitamo-nos cedo, penso que ainda estarão vocês a jantar, já estamos nós a ler um bocadinho antes de adormecer.

 

Mas tomara, eu levanto-me às quatro da manha!!! Às cinco e meia já estou no serviço de pequeno almoço. Para quem não  toma o pequeno almoço, e detesta ovos, este turno não é fácil, não….

DSC_0679

A sobremesa de hoje tem por base uma receita do Tom o nosso antigo Head chef de quem apesar de tudo temos saudades. Era um HC muito mais criativo, e apaixonado pela cozinha, o que fazia dele um excelente  chef e um péssimo HC.

Já vos mostrei esta sobremesa quando a fiz há umas semanas no Stortorget, e aqui fica a super fácil receita.

DSC_0691

 

Ganache de chocolate no forno com frutos silvestres e suspiro

 

Os elementos da sobremesa são:

– ganache de chocolate no forno (Tom)

– compota de frutos silvestres

– suspiro seco

-chantilly

 

IMG_3600
Uma das minhas últimas noites no Stortorget

 

Ingredientes:

Para o ganache:

200 g de chocolate amargo picado

1 dl de queijo creme

1, 5 dl de natas

1 ovo

 

Preparação:

Aqueçam o forno a 95°C. Forrem um forma de bolo inglês com papel vegetal, barrem com manteiga, reserve.

Derretam o chocolate e as natas em banho Maria ou no micro-ondas com muito cuidado para não queimar. Misturem o ovo e o queijo creme. Deitem o preparado no forno e cozam-no durante 30 minutos. Reservem imediatamente no frigorifico até servir.

 

Para o suspiro:

2 claras de ovo

120 g de açúcar

 

Preparação:

Aqueçam o forno a 100°C. Batam as claras até terem picos leves, acrescentem o açúcar aos poucos até obterem a consistência de um merengue. Espalhem o preparado num tapete de silicone e levem ao forno até secar por completo. (Talvez cerca de uma hora.)

 

Para a compota basta misturarem frutos silvestres congelados, ou outros frutos, com um pouco de açúcar e levarem  o preparado ao lume para reduzir.

 

Vão precisar também de natas batidas em chantilly, eu não uso açúcar.

DSC_0692
Um brinquedo novo 😉

 

Para servir espalhem um pouco de chantilly no prato, por cima coloquem uma fatia do ganache, frutos e decorem com os merengues.