O Carnaval de outros tempos, gelados e fatiotas, e as semlor deste ano.

Parece-me até incrível reconhecer que até talvez aos meus dez anos gostei de festejar o Carnaval. A minha mae e a mormor faziam os nossos fatos, havia até um Burda só com roupas de Carnaval.

dsc_1136

Continuar a ler

A grande Semla

Chegou a época das semlor, no restaurante já perdi a conta à quantidade destes bolinhos que fiz ou recheei. E todos ao chegar o tempo do Carnaval, parece que toda a Suécia se enche de semlor, há sabores e tamanhos diferentes, fotografias sem fim no Instagram.

dsc_1127

Continuar a ler

Eierschecke de Dresden – os Modern Talking e um copinho de snaps

Antes de deixarmos Dresden (vejam aqui e aqui o relato da nossa visita) passámos ainda pelo café onde se pode, dizem, comer-se o melhor bolo tradicional de Dresden o Eirschecke, uma espécie de bolo de queijo, muito muito bom.

dsc_0448

Continuar a ler

Arruma-se o Natal, a minha casinha e o nosso grande bake off.

Aqui em casa começaram as negociações. “Tiramos a árvore hoje?”, “Podemos esperar até ao fim-de-semana? E se as luzes nas janelas ficassem até Março?” penso que o viking anda às escondidas a desmontar o Natal, umas luzinhas a menos, uns bonequinhos desaparecidos.

dsc_0402

Continuar a ler